1/3

20% das escolas no Japão não têm planos de evacuação em caso de desastres, diz ministério


JAPÃO - Cerca de 20% das escolas públicas em áreas sob risco de enchentes ou deslizamentos de terra não apresentaram planos de evacuação, segundo uma pesquisa feita pelo Ministério da Educação.


A primeira pesquisa desse tipo pelo ministério, conduzida até 1º de outubro do ano passado, cobriu jardins de infância públicos e escolas de ensino fundamental, médio e localizadas em áreas que exigem vigilância contra enchentes ou deslizamentos de terra em épocas de chuvas fortes.


Constatou-se que 1.111, ou 15%, de 7.476 escolas em áreas com risco de inundação e 879, ou 21%, de 4.192 escolas em áreas com risco de escorregamento não mapearam planos de evacuação especificando rotas e métodos.


A pesquisa também mostrou que 2.101, ou 28%, das escolas em áreas de alerta de inundação e 1.360, ou 32%, das escolas em áreas de alerta de deslizamento não realizaram exercícios de evacuação.


As revisões da lei de prevenção de inundações e da lei de prevenção de deslizamentos em 2017 tornaram a compilação de planos de evacuação e implementação de exercícios relacionados obrigatórios para escolas que foram designadas como instalações usadas por aqueles que precisam de proteção especial contra desastres.


O ministério emitirá notificações às escolas que ainda não elaboraram planos de evacuação ou realizaram simulações para garantir que tomem as medidas.


A pesquisa também descobriu que as medidas contra inundações com base nos níveis estimados de água de inundação estão em vigor em apenas 1.102, ou 15%, das escolas em áreas de risco de inundação.


O ministério ajudará a promover tais medidas por meio de um programa de subsídio relacionado.


A pesquisa foi realizada depois que escolas em áreas de alerta foram danificadas por grandes desastres nos últimos anos.