1665608300863.png

JORNALISMO SIMPLES E DIRETO | O dia a dia do Japão

1665857330426.png
1665857427662.png

1/4
Buscar

70% das empresas japonesas repensam a estratégia de negócios no exterior em meio a vírus


JAPÃO - Cerca de 70 por cento das empresas japonesas interessadas em buscar operações no exterior estão repensando ou revisaram sua estratégia de negócios em meio a riscos globais como a pandemia de coronavírus, mostrou uma pesquisa divulgada recentemente.


Com a disseminação do COVID-19 afetando a economia mundial desde o ano passado, 64,8 por cento das empresas com negócios no exterior disseram que foram impactadas negativamente em termos de vendas no exterior no ano fiscal de 2020 que termina neste mês, de acordo com a Organização de Comércio Exterior do Japão.


O COVID-19, que resultou em bloqueios e abalou a economia mundial desde o ano passado, levou as empresas no Japão a reestruturar seus planos de negócios e sua organização para resistir às consequências do vírus.


Entre outros riscos globais, as tensões comerciais EUA-China, bem como as restrições às exportações dos Estados Unidos e da China, também geraram preocupações entre as empresas.


A pesquisa descobriu que 36,4% estão preocupados nos próximos dois a três anos com os regulamentos de exportação reforçados de Pequim, enquanto 32,6% expressaram o mesmo em relação às restrições de controle de exportação dos EUA.


Em várias respostas, 42,5 por cento dos entrevistados, incluindo aqueles nos setores de alimentos e roupas, vestuário e maquinário elétrico, citaram uma revisão de sua estratégia de vendas.


Como uma medida específica sobre como revisar essa estratégia, 60,9 por cento citaram uma revisão de seus clientes no exterior.


Outros estão adotando a rota digital devido ao aumento da demanda por tecnologia digital em meio à pandemia, com 38,5% buscando a utilização de exibições virtuais e reuniões de negócios e 30% voltados para o comércio eletrônico internacional.


A pesquisa também descobriu que a margem de declínio das vendas no exterior - especialmente nos setores de vestuário e varejo - no ano fiscal de 2020 caiu 38,4 por cento em média, mais de 10 pontos acima das vendas no mercado interno.


Embora a proporção de empresas que buscam expandir suas operações internacionais existentes nos próximos três anos tenha atingido uma baixa recorde, a pesquisa da JETRO disse que a proporção para aqueles que ainda desejam iniciar uma incursão internacional no futuro diminuiu apenas marginalmente, enfatizando como "ansiedade avançar no exterior não diminuiu. "


Cerca de 13.500 firmas japonesas, de fabricantes a casas comerciais e no setor de comunicações, foram pesquisadas entre o final de outubro e o início de dezembro, com um total de 2.722 com respostas válidas.