TSJ MN_edited.png

1/3

740 mil doses vencidas da Moderna devem ser descartadas em 27 cidades nipônicas


JAPÃO - Uma pesquisa mostrou que cerca de 740.000 doses de vacina de reforço contra a COVID-19 feitas pela Moderna foram ou devem ser descartadas em 27 grandes cidades do Japão devido ao vencimento, já que o país tem lutado para oferecer mais terceiras doses às pessoas.


A pesquisa, realizada de 17 de maio a quinta-feira, perguntou a 52 grandes cidades do Japão se eles sucatearam ou planejam descartar doses de reforço moderna fornecidas pelo governo, muitas das quais têm uma data de validade entre abril e junho.


Essas doses totalizaram 739.085 doses, com o volume de doses desperdiçadas por município variando de 645 a 120.000. A vacina moderna expira em nove meses em comparação com os 12 meses da Pfizer.


Os resultados da pesquisa também refletem a aparente relutância da população mais jovem em receber uma terceira dose e mais pessoas preferindo as vacinas da Pfizer, pois reações adversas como dor e febre são mais frequentemente relatadas com tiros modernos.


Os impulsionadores modernos fornecidos pelo governo são usados em todo o país, e não se limitam às 52 cidades, de modo que casos semelhantes poderiam ser encontrados em outros lugares do Japão.


Cerca de 75 milhões de pessoas haviam recebido tiros de reforço até sexta-feira, de acordo com o governo. Destes, cerca de 31 milhões foram administrados a vacina Moderna, enquanto cerca de 44 milhões receberam a vacina Pfizer.