1665608300863.png

JORNALISMO SIMPLES E DIRETO | O dia a dia do Japão

1665857330426.png
1665857427662.png

1/4
Buscar

Abolição da lei de restrições de entrada no Japão, imposta durante a pandemia, entra em vigor


JAPÃO - Nesta terça, dia 11, o governo coloca em vigor sua flexibilização significativa as restrições de entrada no país, como a remoção do número de entrantes diários e o levantamento da proibição de viagens individuais.


Medidas para estimular a demanda do turismo interno, como o programa "National Travel Support", também serão lançadas para acelerar a iniciativa de reavivar a economia impactada pela pandemia do coronavirus.


Desde fevereiro de 2020, quando o governo decidiu restringir a entrada de estrangeiros e outros que haviam permanecido na província chinesa de Hubei, onde a infecção estava se espalhando, o Japão impôs várias restrições de entrada.


Além da exigência de apresentar comprovante da terceira dose da vacina ou resultados negativos dos testes dentro de 72 horas antes de deixar o país, as restrições de entrada quase retornarão ao seu estado da pré-pandemia.


No último fim de semana, após o Grande Prêmio do Japão de F1, o primeiro-ministro Fumio Kishida comentou sobre a liberação geral posta em vigor nesta segunda: "Espero que muitas pessoas em todo o país apreciem o evento e que ele energize o Japão. Queremos vincular isto à vitalidade do nosso país", disse ele aos repórteres.


A partir desta data, todos os que entrarem, incluindo os retornados, não passaram por testes de covid ao entrarem no Japão, a menos que estejam apresentando sintomas como febre. A quarentena também não será mais obrigatória aos entrantes.


Também serão retomadas as isenções de visto para visitantes de curto prazo ao Japão de 68 países e regiões, incluindo os EUA e a Coréia do Sul, para fins de turismo e outros. O Brasil não está na lista dos isentos.


Sob a Assistência Nacional de Viagens, 40% dos custos de viagem para transporte público e acomodação serão subsidiados, e junto com os vales para comida e bebida, o valor máximo do subsídio é de 10.000 ienes por pessoa por dia.


Tóquio planeja iniciar o esquema a partir do dia 20.


Também foi introduzido um "desconto para eventos" de 20% (até 2000 ienes) sobre o preço dos ingressos para filmes e jogos esportivos, com o objetivo de aumentar a demanda por viagens e entretenimento. O Governo Metropolitano planeja iniciar o desconto no primeiro dia em que entrar em vigor na capital nipônica.