1/3

Aeroporto Internacional de Chubu terá manutenção e segunda nova pista até 2026


JAPÃO - O aeroporto internacional de Chubu, no centro do Japão, começará a construir uma segunda pista e fará uma extensa manutenção da existente assim que a nova pista for concluída em cerca de cinco anos, disse o governador de Aichi, Hideaki Omura na segunda-feira.


A capacidade do aeroporto para embarque e desembarque de aviões aumentará 20 por cento em relação ao nível atual quando as duas pistas começarem a operar juntas, disse o governador aichiano.


A pista existente de 3500 metros foi construída em 2005, quando o aeroporto de Tokoname, ao sul de Nagoya, na província de Aichi, foi inaugurado como um centro importante entre Tóquio e Osaka, mas precisou de reparos devido ao envelhecimento.


A nova pista de 3290 metros será criada com a reforma de uma pista de taxiamento localizada a cerca de 210 metros a leste da pista existente.


A nova pista será utilizada para embarques, enquanto a existente receberá desembarques.


A construção da nova pista deve custar cerca de 14 bilhões de ienes e suportada pela empresa operacional do aeroporto. No entanto, Omura disse: "Os governos central e municipal fornecerão apoio financeiro indiretamente."


Governos e empresas locais esperavam inicialmente construir a segunda pista em um terreno que será recuperado perto do aeroporto. Mas a política foi mudada depois que se estimou que o trabalho de recuperação levaria cerca de 15 anos.


Embora Omura tenha dito que gostaria de esperar que a demanda por transporte aéreo melhorasse após a pandemia do coronavírus, ele indicou que o aeroporto poderia construir outra pista de 3500 metros assim que o projeto do aterro fosse concluído. Se construída, a terceira pista substituirá a pista existente também da mesma largura.


O aeroporto tem dois terminais, incluindo um dedicado a companhias aéreas de baixo custo, inaugurado em setembro de 2019.