1/3

Aeroportos de Narita e Haneda iniciam reconhecimento facial em grande escala


JAPÃO - Os aeroportos japoneses de Narita e Haneda iniciaram na segunda-feira o uso do reconhecimento facial em grande escala, permitindo que viajantes internacionais despachem bagagens e passem por pontos de controle de segurança sem mostrar passaportes ou passagens aéreas.


No sistema "Face Express", que visa agilizar o embarque e proporcionar uma experiência sem contato com os passageiros, o viajante precisa tirar fotos no momento do check-in, ao registrar o passaporte e o cartão de embarque na chegada aos aeroportos.


Depois de registrar os dados necessários em terminais especiais, câmeras no check-in de bagagem, entradas de pontos de controle de segurança e portões de embarque verificarão automaticamente a identidade dos passageiros e permitirão a passagem deles, disse a assessoria de imprensa do Aeroporto de Narita.


"O procedimento (para embarque) terminou rapidamente e o portão abriu sem problemas", disse o funcionário da empresa Susumu Hayakawa, 29, antes de viajar em um voo da Japan Airlines para Chicago.


O sistema entrou totalmente em serviço depois que o aeroporto de Narita começou a testar o uso de reconhecimento facial em abril, envolvendo apenas a equipe do aeroporto e não os viajantes reais.


Isso também levará à redução do contato físico entre viajantes, máquinas e pessoal do aeroporto e de vôo, ajudando a prevenir a propagação de infecções de vírus, disse a operadora do aeroporto.


Os dados do passageiro, incluindo imagens faciais, serão excluídos dentro de 24 horas após o registro para proteger a privacidade.


O processamento de identificação biométrica está disponível em alguns voos da All Nippon Airways e Japan Airlines no aeroporto de Narita, a leste de Tóquio, e alguns voos da Japan Airlines no aeroporto de Haneda em Tóquio por enquanto, expandindo gradualmente para outras companhias aéreas.