1/3

Agência de desenvolvimento rural da ONU, abrirá primeiro escritório no Japão


JAPÃO - Uma agência da ONU com sede em Roma que visa erradicar a fome e a pobreza nos países em desenvolvimento, investindo em áreas rurais, assinou um acordo com o Japão no início deste mês para abrir seu primeiro escritório de ligação no país.


O Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola planeja abrir o escritório em Yokohama, perto de Tóquio, disse um funcionário do Ministério das Relações Exteriores japonês, com uma data de abertura ainda a ser determinada. O órgão formado por 177 Estados membros possui atualmente escritórios de ligação em Riade, Nova York e Washington.


O presidente do FIDA Gilbert Houngbo e Hiroshi Oe, embaixador do Japão na Itália e representante permanente no FIDA, assinaram o acordo em Roma em 3 de fevereiro.


"O papel de liderança internacional do Japão no apoio a uma melhor nutrição é mais importante do que nunca se quisermos acabar com a fome até 2030", disse Houngbo em um comunicado.


Oe disse: "Acreditamos que este novo escritório será um centro forte para ampliar e aprofundar o envolvimento do FIDA com uma variedade de partes interessadas no Japão e alavancar um melhor conhecimento e parceria para transformar os meios de subsistência rurais."


O Japão contribuiu com mais de $ 572 milhões para o fundo desde que foi estabelecido em 1977 para apoiar milhões de pequenos agricultores a aumentar a produção e melhorar sua nutrição.


De acordo com o FIDA, o número de pessoas que passam fome aumentou devido às mudanças climáticas e aos conflitos desde 2015.


Em 2019, 690 milhões de pessoas passaram fome, enquanto cerca de 2 bilhões de pessoas não tiveram acesso regular a alimentos seguros, nutritivos e suficientes, disse o relatório.


O impacto socioeconômico da nova pandemia de coronavírus pode adicionar 132 milhões ao número de pessoas subnutridas no mundo, disse o órgão.