1650382760548_edited.png

JORNALISMO SIMPLES E DIRETO | O dia a dia do Japão

Radio Mirai (Branco).png
1650382760548.png

1/3

AIEA promete revisão objetiva sobre despejo de água tratada de Fukushima


JAPÃO - Uma missão da Agência Internacional de Energia Atômica tem como promessa realizar uma revisão de segurança objetiva e baseada em ciência sobre um plano de despejar no mar a água radioativa de baixo nível tratada da usina nuclear de Fukushima.


A força-tarefa da AIEA fez a promessa em uma reunião com funcionários do governo em Tóquio, um dia antes de visitar o local severamente danificado pelo terremoto e tsunami de 2011 para inspeção, já que o plano de descarga atraiu oposição da China e da Coreia do Sul, bem como comunidades locais de pesca.


A força-tarefa deve conduzir a revisão de cinco dias no Japão de "maneira objetiva, confiável e baseada na ciência e ajudará a enviar uma mensagem de transparência e confiança para as pessoas no Japão e além", disse Gustavo Caruso, diretor e coordenador do Departamento de Segurança e Proteção Nuclear da entidade.


A inspeção visa ajudar a garantir que o plano de descarga continue de acordo com os padrões internacionais de segurança e sem prejudicar a saúde pública ou o meio ambiente, de acordo com a agência com sede em Viena.


A reunião de segunda-feira envolveu a equipe da AIEA e funcionários do Ministério da Economia, Comércio e Indústria, do Ministério das Relações Exteriores e da TEPCO.


Caruso disse que o governo japonês precisa encontrar a melhor maneira de lidar com a água tratada do ponto de vista da segurança e sustentabilidade, pois os esforços de Tóquio serão vitais para promover ainda mais o entendimento internacional sobre o assunto.


Keiichi Yumoto, diretor geral de resposta a desastres em acidentes nucleares no METI, disse que o governo cooperará totalmente na revisão da AIEA.


Tóquio considera extremamente importante ter avaliações de segurança da AIEA, disse Yumoto.