top of page
1665608300863 (1).png
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube

Alto índice de canais de YouTube hackeados preocupam autoridades

JAPÃO - Nos últimos meses, tem sido observado um aumento acentuado nos casos de canais do YouTube hackeados no Japão, à medida que cibercriminosos direcionam os computadores pessoais dos visualizadores, instalando malware para roubar informações pessoais e senhas para uso em crimes cibernéticos.


Yuji Okawa, de 36 anos, morador de Gero, em Gifu, compartilha vídeos de momentos descontraídos com seu gato e cachorro em seu canal do YouTube, chamado "perorins".


Em abril, ele recebeu um e-mail em inglês de alguém que alegava ser um YouTuber, dizendo que ele poderia monetizar sua plataforma de forma mais eficaz ao "alterar o método de cálculo de sua renda".


Sem suspeitar de uma fraude, Okawa foi redirecionado para um site ilícito e forneceu seu ID de conta e senha. Foi apenas algumas horas depois que ele percebeu que não conseguia mais fazer upload de vídeos em seu canal e que seus vídeos anteriores haviam sido excluídos.


Ele ficou chocado ao descobrir que um vídeo solicitando investimentos em criptomoedas havia sido carregado em seu canal. "Fiquei sem reação", disse ele.


O canal "Sotaro's Outdoor ch", que compartilha vídeos de acampamentos e outros conteúdos, teve sua conta com mais de 110.000 assinantes excluída pelo YouTube devido à publicação de vídeos não autorizados.


Em junho, o canal de pesca e atividades ao ar livre "Momoiro Toiki Tai" também foi hackeado. O operador do canal foi enganado por um e-mail escrito em inglês e que alegava ser da Canon Inc., uma importante fabricante japonesa de instrumentos de precisão.


Em ambos os casos, uma vez que os hackers assumiram o controle das contas do YouTube, eles postaram vídeos anunciando investimentos em criptomoedas e downloads gratuitos de software pirateado, levando os visualizadores a sites fraudulentos com promessas de mais informações.


Segundo Takashi Yoshikawa, da Mitsui Bussan, uma empresa de Tóquio que fornece soluções de segurança de tecnologia da informação, esses sites podem infectar os computadores das vítimas com vírus, roubar informações dos navegadores, como nomes, endereços, números de telefone, endereços de e-mail e senhas.


O uso não autorizado de cartões de crédito e transferências ilegais por meio de transações bancárias via internet também estão entre as possíveis consequências para os visualizadores desavisados. Além disso, senhas roubadas podem ser usadas para assumir o controle de ainda mais canais do YouTube.


Diante do aumento no número de contas de YouTubers hackeadas, o Google emitiu um comunicado informando que, quando vídeos duvidosos são detectados, ela notifica os titulares das contas e fornece conselhos necessários.


O Suporte do site de pesquisa afirma que considera atividades duvidosas em um canal do YouTube, tais como "vídeos que você não carregou, comentários que você não fez ou alterações desconhecidas no nome do seu canal, foto de perfil, descrições, configurações de e-mail e mensagens enviadas".


O Google também recomenda a alteração imediata de senhas se parecer que outra pessoa acessou sua conta.


Cerca de 6,48 milhões de vídeos considerados relacionados a fraudes ou outras atividades criminosas nos primeiros três meses deste ano já foram excluídas, um aumento significativo em relação aos 3,88 milhões registrados no mesmo período em 2022.

Posts recentes

Ver tudo

Maestro Seiji Ozawa morre aos 88 anos

Seiji Ozawa, renomado maestro japonês conhecido por seu trabalho com a Orquestra Sinfônica de Boston e outros conjuntos famosos em todo o mundo, faleceu em sua casa em Tóquio na última terça-feira, ao

© TSJ 2024. Todos os direitos reservados

bottom of page