1/3

Apesar de estar 70% ocupada por militares dos EUA, "Retorno de Okinawa" completa 50 anos em 2022


OKINAWA - Okinawa, que havia estado sob domínio americano por 27 anos após a guerra, foi revertida para o continente há 50 anos, em 15 de maio de 1972.


No entanto, 70% das instalações dedicadas às tropas americanas no Japão ainda estão concentradas em Okinawa, e a prefeitura ainda não reduziu o número de bases, que o povo de Okinawa esperava que fossem pelo menos iguais àquelas do continente quando retornassem ao Japão.


De acordo com o governo da província e a polícia, cerca de 6000 militares foram presos por delitos desde o retorno de Okinawa ao Japão, e 49 aeronaves militares se despenharam lá.


O Governo da Província de Okinawa pediu uma revisão fundamental do Acordo sobre o Estatuto das Forças, o que tem um grande impacto nas investigações policiais.


O governo, por outro lado, tomou uma posição cautelosa sobre o assunto, argumentando que é mais razoável lidar com a situação melhorando o funcionamento do acordo.


Tsutomu Aragaki, um advogado familiarizado com o Acordo sobre o Estatuto das Forças Japão-EUA, disse: "Os residentes da província sentiram os problemas da base em primeira mão em sua vida diária. Precisamos levantar nossa voz para explicar o que está errado com o Acordo sobre o Status das Forças e por que ele precisa ser revisto", disse ele.