TSJ MN_edited.png

1/3

Asuka e Rhea Ripley decidirão o título feminino do RAW neste domingo na WrestleMania


EUA - Neste domingo, Asuka e Rhea Ripley decidirão o cinturão feminino do RAW num duelo válido pela trigésima sétima edição da WrestleMania. Fique por dentro de tudo o que você precisa saber para acompanhar a luta que pode terminar na vitória japonesa ou numa nova detentora do título.


Rhea Ripley chegou de para-quedas no RAW semanas após ser derrotada pela compatriota de Asuka, Io Shirai, no Take Over do NXT.


Dali em diante, especulava-se que Ripley faria papéis importantes no RAW. Porém a australiana foi direto a Asuka querendo uma luta pelo cinturão na WrestleMania.


No RAW de 22 de Março, após uma vitória contra Peyton Royce, a australiana a desafiou para um combate pelo cinturão feminino. Asuka aceitou o desafio para a luta deste domingo.


Sem perda de tempo, durante o RAW de 29 de Março, as duas lutadoras assinaram o contrato da luta. Rhea falou o que queria, mas não deixou Asuka falar, virando a mesa contra o seu rosto.


Uma semana antes, Asuka e Rhea tiveram uma luta de duplas contra Shayna Baszler e Nia Jax. Asuka até conseguiu lutar bem, mas perdeu a luta após a própria Rhea Ripley a derrubar da terceira corda e lhe aplicar um Missile Dropick. Logo depois, Asuka é novamente finalizada por Shayna e em seguida pinada.


E neste domingo, Asuka e Rhea Ripley partem para o finalmente, com um duelo Asia-oceânica pelo título feminino do RAW.


CE Rodrigues opinou sobre a campanha para a WM deste ano: "Asuka sempre foi uma mulher injustiçada pelas suas adversárias. Depois que a irlandesa Becky Lynch cedeu o título para a nipônica, teve varias lutadoras querendo liquidá-la e quase conseguiram."


"A atleta nipônica foi até teimosa em alguns momentos. Numa treta envolvendo Asuka com Bayley e Banks, ela queria ser campeã tanto do RAW como do SmackDown. O rendimento da japonesa nas lutas tinha caído ao longo do tempo. Se ela fosse campeã dos dois módulos, ela não seguraria por muito tempo. Mas espero que Asuka lute bem e que ela continue sendo campeã. Não é apenas um desejo meu, como também de muitos japoneses que acompanham a luta livre."


CE também falou da intolerância dos fãs brasileiros com fãs de lutadores japoneses: "Sempre tem aqueles que usam até palavrões pra expressar sua discordância. Mas eu nunca me calei e não vai ser agora por causa de dois ou três anti-Asuka, anti-Shirai, anti-qualquer lutador japonês. Tenho 13 anos de profissão sou seguidor devoto da cultura japonesa."


"Desde sempre defendi as cores do Japão através da internet. Nos agitamos de alegria nas vitórias e choramos em algumas derrotas, mas é assim o esporte. Porém a nossa filosofia sempre é aquela: 'Caia sete vezes, levante-se oito!' E todos nós iremos até o fim, na vitória ou na derrota. Nós nascemos pra sofrer, mas esse sofrimento, muitas vezes compensa."


"E pra finalizar! Eu só vou parar de defender o Japão, em todos os aspectos, quando eu morrer!" completou o narrador.


Neste domingo, a Rádio Mirai transmite a WrestleMania a partir das 20h (8h, horário de Tóquio), na narração de CE Rodrigues, pela frequência nacional.