1/3

Ataques hackers ao centro de controle de vírus aumentaram em 2020


JAPÃO - Um importante centro de controle de doenças no Japão na luta contra o novo coronavírus experimentou um grande aumento de ataques cibernéticos em 2020, com o número quadruplicando para cerca de 5,3 milhões de cerca de 1,2 milhão em 2019 antes do início da pandemia.


O Centro Nacional de Saúde e Medicina Global disse que os ataques, muitos deles originários da China e da Rússia, não levaram ao vazamento de pesquisas confidenciais ou informações pessoais devido a medidas robustas de segurança cibernética.


A média mensal de ataques em 2019 era de cerca de 100.000, mas saltou para cerca de 440.000 casos em 2020, de acordo com Kengo Miyo, chefe de inteligência de informática médica do centro.


Janeiro viu cerca de 825.000 casos, com o número subindo para 964.000 casos em fevereiro.


A maioria dos ataques foram tentativas primitivas - e-mails de phishing com anexos eletrônicos contendo vírus ou links para sites fraudulentos.


No entanto, desde a segunda metade do ano passado, um número crescente de hackers tem usado malware EMOTET mais sofisticado, que rouba o conteúdo de e-mails anteriores e tenta enganar os leitores de e-mail fazendo-os pensar que receberam respostas de pessoas e organizações que conhecem.


As instituições de saúde no exterior também estão enfrentando ataques cibernéticos relacionados ao novo coronavírus.


A Agência Europeia de Medicamentos, uma agência-chave na luta da União Europeia contra o COVID-19, foi vitimada no ano passado quando documentos relacionados a medicamentos e vacinas contra o vírus foram acessados ​​ilegalmente e vazados online, de acordo com a agência.


Operadores maliciosos invadiram organizações de saúde, aparentemente tirando proveito de sua vulnerabilidade provocada pela pandemia, como a situação crítica na frente médica.


Miyo disse que as indústrias médicas serão obrigadas a confiar ainda mais em conexões eletrônicas com o mundo exterior em um futuro próximo, como o uso de computação em nuvem e inteligência artificial.


"A intensificação dos ataques cibernéticos está em outra dimensão. A implementação de novos sistemas de defesa é necessária por meio da troca de informações sobre danos, métodos de ataque e contra-medidas."