1665608300863.png

JORNALISMO SIMPLES E DIRETO | O dia a dia do Japão

1665857330426.png
1665857427662.png

1/4
Buscar

Atletismo: Haruka Kitaguchi, no último arremesso, consegue agarrar o bronze no Mundial do Oregon


EUA - Haruka Kitaguchi conquistou o bronze no dardo feminino no Campeonato Mundial de Atletismo na sexta-feira, tornando-se a primeira mulher japonesa a medalhar num evento de arremesso nos mundiais ou nos Jogos Olímpicos.


A atleta de 24 anos conseguiu alcançar uma distância de 63,27 metros na final e conseguiu ser a terceira medalhista japonesa na competição desde 2009, quando Yukifumi Murakami foi o último a conseguir tal façanha.


A australiana Kelsey-Lee Barber conquistou o ouro com 66,91, e a americana Kara Winger ficou em segundo com 64,05.


"Estou feliz por ter ganho uma medalha", disse Kitaguchi. "Mas esse não é o objetivo. Eu vou fazer o meu melhor a partir daqui, visando o ouro."


Kitaguchi lutou para melhorar em um arremesso de 62,07 com sua primeira de seis tentativas na final, mas ela salvou seu melhor até o último, subindo do quinto lugar e garantindo seu lugar no pódio.


"Eu entrei tentando jogar o mais longe que pude. Na hora do último arremesso passou um filme pela minha cabeça, quando competi o ensino médio. Foi aí que consegui arremessar e conseguir a medalha."


A nortista foi campeã mundial juvenil em 2015 e reescreveu o recorde japonês duas vezes em 2019. Nas Olimpíadas terminou em 12º lugar.


Nesta temporada, ela se tornou a primeira japonesa a vencer o evento na Diamond League em junho e liderou a qualificação nestes mundiais.


"Seria ótimo se isso construísse impulso dentro do dardo feminino no Japão", disse Kitaguchi. "Quero aproveitar a cara a cara com rivais do exterior. É importante fazer com que os fãs me reconheçam e, espero, eu possa fazer muitos fãs ao redor do mundo."


"Vou continuar pensando que isso é algo que não só posso fazer, mas que todos os atletas japoneses podem fazer e que todos nós podemos nos esforçar para fazer o nosso melhor."