TSJ MN_edited.png

1/3

Autor de incêndio criminoso em clínica morre no hospital


OSAKA - O autor do incêndio fatal em uma clínica de saúde mental em Osaka no início deste mês morreu quinta-feira, disse a polícia.


Morio Tanimoto, de 61 anos, suspeito de homicídio e incêndio criminoso, permaneceu em estado crítico devido ao envenenamento por monóxido de carbono no incêndio de 17 de dezembro que matou outras 25 pessoas.


Todas as 25 vítimas foram identificadas, incluindo o diretor da clínica, Kotaro Nishizawa, 49, de acordo com a polícia. Um total de 27 pessoas, incluindo Tanimoto, foram levadas para hospitais após o incêndio.


A polícia continuará investigando, visando encaminhar o caso ao Ministério Público. No entanto, a investigação pode ser prolongada, pois eles não podem mais questionar o suspeito.


Tanimoto era paciente da clínica. Pessoas que o conheceram disseram que ele aparentemente viveu uma vida solitária depois de se divorciar e da morte de parentes.


De acordo com fontes investigativas, foi descoberto que Tanimoto comprou cerca de 10 litros de gasolina no final de novembro e pode ter a intenção de copiar um incêndio criminoso mortal de 2019 em um estúdio de animação em Kyoto, que também envolveu a compra de gasolina antes do tempo.


Imagens da câmera de segurança da clínica mostraram o suspeito colocando um saco de papel na frente da área de recepção, disseram as fontes. Ele então se agachou perto da sacola e moveu a mão, após o que o fogo foi visto subindo rapidamente para o teto.