top of page
1665608300863 (1).png
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube

Autoridades de valores imobiliários planeja punir banco e corretoras do Grupo Mitsubishi

A comissão de valores mobiliários do Japão está planejando recomendar a punição de um banco e duas corretoras sob o Grupo Financeiro Mitsubishi UFJ por compartilharem informações confidenciais sobre negócios de clientes sem a devida permissão, segundo uma fonte familiarizada com o assunto.


A Comissão de Vigilância de Valores Mobiliários (SESC) está considerando sugerir à Agência de Serviços Financeiros que tome medidas punitivas contra o Banco MUFG, a Mitsubishi UFJ e a Morgan Stanley na próxima semana.


As duas corretoras são acusadas de usarem informações compartilhadas pelo banco para atividades de vendas. O Banco MUFG também é acusado de informar aos clientes empresariais que só lhes concederia financiamento caso trabalhassem com as corretoras. A Lei de Instrumentos Financeiros e de Câmbio exige a existência de uma "barreira" para impedir o compartilhamento de informações entre bancos e corretoras relacionadas e estipula que não podem transferir informações confidenciais sobre clientes sem consentimento.


A comissão investigará quando o compartilhamento de informações começou e qual entidade o direcionou, além de examinar a responsabilidade do grupo matriz, o Mitsubishi UFJ Financial Group.


O Ministro das Finanças, Shunichi Suzuki, recusou-se a comentar o caso, afirmando apenas que "A Comissão de Vigilância de Valores Mobiliários realiza suas funções independentemente da Agência de Serviços Financeiros."


Em 2022, duas empresas do Grupo Financeiro Sumitomo Mitsui também foram encontradas compartilhando dados de clientes sem consentimento como parte de um escândalo de manipulação de mercado, resultando em uma ordem para fortalecer a supervisão e na suspensão parcial das operações da corretora SMBC Nikko por três meses.

Posts recentes

Ver tudo

Comments


© TSJ 2024. Todos os direitos reservados

bottom of page