1/3

Ayaka Takahashi, medalhista olímpica no Rio, anuncia aposentadoria


TÓQUIO - A estrela do badminton Ayaka Takahashi, que foi medalhista de ouro em duplas femininas nos jogos do Rio em 2016, pretende se aposentar, disseram várias fontes próximas a ela ao Kyodo News na segunda-feira.


Takahashi, 30, e sua colega de 28 anos, Misaki Matsutomo, se tornaram as primeiras medalhistas de ouro olímpicos do Japão no badminton quando superaram Christinna Pedersen e Kamilla Rytter Juhl da Dinamarca no Brasil, marcando cinco pontos consecutivos de 19-16 no jogo final para uma vitória de retorno dramática.


Eles estavam enfrentando uma batalha difícil na corrida pelos Jogos de Tóquio, no entanto, depois de se encontrarem em terceiro lugar na classificação nacional, com o Japão cedendo duas vagas para o evento. A corrida de qualificação que começou em abril do ano passado foi suspensa em março, após o novo surto de coronavírus.


Espera-se que Takahashi dê uma coletiva de imprensa nos próximos dias.


Conhecida por seu forte acerto na quadra de defesa, a nativa de Nara Takahashi formou uma dupla com Matsutomo quando eles estavam na mesma escola na província de Miyagi e venceram cinco campeonatos nacionais entre 2011 e 2016.


A dupla, carinhosamente conhecida como "Taka-Matsu" por seus sobrenomes, também foram os primeiros jogadores japoneses a ficarem em primeiro lugar no ranking mundial da Federação Mundial de Badminton sob o formato atual em outubro de 2014.


Takahashi também foi o capitão do Japão em seu primeiro título no Campeonato Mundial de Equipes feminino, ou a Uber Cup, em 37 anos em 2018.