1/3

Baixas das chuvas torrenciais e deslizamentos de terra aumentam para 4 mortos e 5 desaparecidos


JAPÃO - As fortes chuvas continuaram a atingir vastas áreas do Japão na segunda-feira, já que deslizamentos de terra mataram pelo menos quatro pessoas e deixaram outras cinco desaparecidas.


A Agência Meteorológica do Japão disse que mais chuva forte está prevista para grandes áreas do oeste do Japão ao nordeste do país nos próximos dias, já que uma frente estacionária deve permanecer estacionada sobre o arquipélago japonês esta semana.


A agência disse que mesmo uma pequena quantidade de chuva pode causar desastres, pois a terra pode já estar saturada com a chuva dos últimos dias, alertando para enchentes e deslizamentos de terra.


Na manhã de segunda-feira, o Ministério da Terra do país confirmou 62 casos de deslizamentos de terra provocados pela chuva em 17 das 47 prefeituras do Japão e 36 rios que inundaram suas margens em nove prefeituras, danificando casas e interrompendo o transporte.


Na cidade de Okaya, província de Nagano, Yuki Makibuchi, 41, e seus filhos Haruki, 12, e Naoki, 7, morreram depois que um deslizamento de terra atingiu uma casa na manhã de domingo. Outro adolescente e um homem na casa dos 40 anos foram levados ao hospital com ferimentos leves.


Masao Makibuchi, o avô de 68 anos dos dois meninos que morreram no desastre, disse ao Kyodo News que ouviu um barulho alto pela manhã e descobriu que sedimentos de uma montanha atrás da casa atingiram o segundo andar.


Makibuchi, que ficou na casa com os três, disse que tentou afastar a lama para salvar a nora e os netos, mas não conseguiu nem se mover por uma distância de 1 metro. "Eu estava com eles há apenas um momento, e agora eles se foram", disse ele.


As chuvas também provocaram um deslizamento de terra na sexta-feira na cidade de Unzen, no sudoeste da província de Nagasaki, deixando uma mulher de 59 anos morta e seu marido, 67, e sua filha, 32, desaparecidos, de acordo com o governo da cidade. Equipes de resgate continuaram sua busca por eles na segunda-feira.


A polícia de Nagasaki também investiga a associação entre a chuva e as mortes de duas mulheres na casa dos 70 anos, que foram encontradas desmaiadas em um ralo no sábado na cidade de Saikai. Outras três pessoas continuam desaparecidas na prefeituras de Hiroshima e Kumamoto.


As autoridades locais emitiram no domingo os alertas de mais alto nível cobrindo cerca de 1,83 milhão de pessoas em sete prefeituras em um ponto, pedindo que tomem medidas para garantir sua segurança, de acordo com a FDMA.


A partir das 8h30 de segunda-feira, o alerta de nível mais alto ainda estava ativo na prefeitura de Saga, no sudoeste, cobrindo cerca de 6300 pessoas.


Nas 24 horas até o meio-dia de terça-feira, até 250 mm de chuva foram previstos no norte de Kyushu, até 200 mm no sul de Kyushu e na região de Shikoku no oeste do Japão, e até 120 mm nas áreas de Kinki e Chugoku nas partes ocidentais de o país.