1/3

Banco Resona forma consórcio de 31 empresas para fornecer faturas por reconhecimento facial


JAPÃO - O grupo bancário Resona Holdings estabeleceu na quinta-feira um consórcio de 31 empresas japonesas em uma variedade de setores para discutir e compartilhar guia sobre o desenvolvimento de um sistema de pagamento usando tecnologia de reconhecimento facial.


O banco divulgou o plano para o sistema de pagamento em agosto, com o objetivo de permitir que os usuários façam depósitos e saques em bancos e façam compras nas lojas sem apresentar nada se eles cadastrarem suas imagens faciais com antecedência, na esperança de criar um padrão que possa ser utilizado. em diferentes configurações.


O projeto conjunto também é liderado pela Panasonic com experiência em tecnologia de reconhecimento facial, empresa de cartão de crédito JCB e Dai Nippon.


O consórcio recém-anunciado inclui West Japan, Seven & i e Hankyu Hanshin, entre outras empresas.


A tecnologia de reconhecimento facial exige que os clientes registrem uma foto de seu rosto por meio de um site e outros dados pessoais. Resona espera lançar o sistema inicialmente para serviços bancários no próximo ano.


O consórcio realizará um total de seis reuniões das empresas participantes até maio de 2022, com foco em leis e regulamentos relativos à segurança da informação, bem como outras áreas potenciais de utilização.


O grupo bancário deve iniciar os testes de seu sistema em sua sede e filiais neste mês.


“Nosso objetivo é desenvolver uma tecnologia que servirá como padrão para vários setores”, disse Shinichiro Isa, diretor executivo da Resona. “Também estamos abertos a outras empresas”.