1665608300863.png

JORNALISMO SIMPLES E DIRETO | O dia a dia do Japão

1665857330426.png
1665857427662.png

1/4
Buscar

Bolsa de Valores de Tóquio vai estender horário diário de negociação em 30 minutos


JAPÃO - A Bolsa de Valores de Tóquio disse na quarta-feira que estenderá seu horário normal de negociação em 30 minutos, possivelmente a partir da segunda metade do ano fiscal de 2024, para tornar a bolsa mais competitiva internacionalmente e atraente para os investidores.


Será a primeira extensão do horário de fechamento em cerca de 70 anos. Com a mudança, o mercado funcionará das 9h às 15h30 com intervalo para almoço de uma hora, segundo a Japan Exchange Group, controladora da operadora da bolsa.


A extensão planejada do fechamento atual das 15h também visa ajudar os investidores a garantir oportunidades de negociação em caso de qualquer problema, como uma queda do sistema, disse a terceira maior bolsa do mundo que tem cerca de 3.700 empresas listadas.


A bolsa sofreu uma paralisação sem precedentes do sistema durante todo o dia em outubro do ano passado, que também interrompeu todas as negociações de ações listadas nas bolsas de valores de Sapporo, Nagoya e Fukuoka.


"A extensão é significativa no fortalecimento da resiliência da bolsa, expandindo as oportunidades de negócios para investidores e aumentando a competitividade internacional", disse o CEO da JPX, Akira Kiyota, em uma entrevista coletiva.


Mas o TSE ainda oferecerá um período de negociação diário mais curto do que as outras grandes bolsas do mundo, como as seis horas e meia da Bolsa de Valores de Nova York e as oito horas e meia da Bolsa de Valores de Londres.


Após a paralisação do ano passado, o TSE estudou a viabilidade de estender o horário de negociação em conjunto com corretoras de valores e investidores institucionais.


Idéias para extensões de mais de 30 minutos enfrentaram ceticismo durante as conversas. Muitas firmas de investimento fiduciário e algumas empresas listadas expressaram preocupação de que isso as forçaria a estender seu horário comercial também, disse o TSE.


As firmas de fundos de investimento determinam os preços dos fundos de investimento após o fechamento do mercado, enquanto as empresas listadas geralmente divulgam os lucros ou outras informações após o término das negociações.


A bolsa decidiu introduzir o aumento do horário de funcionamento junto com uma grande atualização do sistema que está programada para três anos depois.


O TSE tem procurado repetidamente mais horas desde 2000, mas falhou porque as corretoras que oferecem serviços de transação face a face expressaram preocupação com o aumento dos custos.