top of page
1665608300863.png

JORNALISMO SIMPLES E DIRETO | O dia a dia do Japão

1665857330426.png
1665857427662.png

1/4
Buscar

Casal imperial visita mausoléu memorial de guerra em Itoman


OKINAWA - O imperador Naruhito e a imperatriz Masako prestou uma homenagem aos mortos da guerra em locais memoriais locais em Okinawa, marcando sua primeira visita à prefeitura da ilha desde sua entronização em 2019.


No Mausoléu da Guerra Nacional na cidade de Itoman, onde os restos mortais de cerca de 180.000 mortos são mantidos, ofereceram flores e se reuniu com cerca de 20 pessoas, incluindo membros da família sobreviventes, observando a cena.


A província foi o local da maior batalha terrestre em solo japonês durante a Segunda Guerra Mundial que custou cerca de 200.000 vidas, metade deles civis.


A prefeitura da ilha do sul foi ocupada pelos EUA após a guerra até 1972, com este ano marcando 50 anos desde sua reversão ao Japão.


"Quando penso na tragédia da Batalha de Okinawa e na gratidão pela paz que desfrutamos hoje, mais uma vez me lembro da importância da paz", disse o casal imperial através de seu assessor.


Em uma cerimônia comemorativa realizada em maio, o imperador, que participou virtualmente, expressou simpatia pelo povo de Okinawa pela devastação que sofreram durante a guerra.


O casal imperial no sábado também visitou a Pedra Fundamental da Paz, onde os nomes dos mortos da guerra estão inscritos, e levaram uma exposição sobre a Batalha de Okinawa no Museu Memorial da Paz da Prefeitura de Okinawa.


O imperador teria comentado que Okinawa "realmente teve uma história trágica".


À noite, o casal se reuniu com funcionários envolvidos na cerimônia comemorativa da reversão de Okinawa ao Japão.


Durante sua visita de dois dias à prefeitura da ilha com a imperatriz, o imperador também está programado para discursar na cerimônia de abertura dos festivais de arte e cultura em Ginowan no domingo.


O imperador já havia visitado Okinawa cinco vezes, primeiro em 1987 e pela última vez em 2010, antes de subir ao Trono do Crisântemo há mais de três anos. A imperatriz visitou a prefeitura pela última vez em 1997.


Seu pai, o ex-imperador Akihito, há muito sente simpatia por Okinawa. Desde que visitou em 1975 pela primeira vez como príncipe herdeiro com sua esposa, agora ex-imperatriz Michiko, ele fez 11 viagens à prefeitura da ilha até 2018.


O ex-imperador e imperatriz oferecem uma oração silenciosa todos os anos em 23 de junho, uma data que marca o fim da Batalha de Okinawa, assim como o atual imperador e imperatriz.

bottom of page