top of page
1665608300863 (1).png
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube

Caso de agressão sexual envolvendo Junya Ito é levado ao Ministério Público para apuração do caso

O ala japonês Junya Ito foi encaminhado ao Ministério Público por suspeita de ferir duas mulheres por meio de relações sexuais quase forçadas, disseram fontes próximas ao assunto, mas não está claro se ele será indiciado, e a defesa do jogador exige uma indenização por calúnia e difamação.


A polícia também encaminhou as duas mulheres ao Ministério Público, suspeitando que a queixa-crime contra o meio-campista no clube francês Stade de Reims continha informações que diferiam de fatos objetivos, disseram as fontes.


Em janeiro, as mulheres apresentaram uma queixa à polícia de que foram abusadas sexualmente por Ito em um hotel de Osaka em junho de 2023 depois de jantar com ele.


Ito e sua defesa responderam negando que tenha havido qualquer ato forçado, apresentando uma queixa-crime alegando que estavam fazendo uma acusação falsa.


Ele quer "retornar à seleção japonesa o mais rápido possível" e espera que "a investigação seja concluída em breve", disse seu advogado em entrevista coletiva nesta terça-feira em Tóquio.


Ito jogou pelo Japão na Copa do Mundo de 2022. Em fevereiro, ele se retirou da seleção durante a Copa da Ásia, quando as alegações foram tornadas públicas.


O lado de Ito entrou com uma ação contra as mulheres no Tribunal Distrital de Osaka em fevereiro, exigindo indenizações que totalizam cerca de 200 milhões de ienes (US$ 1,2 milhão) pela perda de acordos de patrocínio após a acusação. O caso foi transferido para o Tribunal Distrital de Tóquio em maio.

Posts recentes

Ver tudo

Comments


© TSJ 2024. Todos os direitos reservados

bottom of page