1/3

Casos de vietnamitas presos em Gunma seguem sem solução

GUNMA - O Ministério Público do Distrito de Maebashi não apresentou nenhuma acusação contra seis homens e mulheres vietnamitas presos sob a suspeita de permanecerem ilegalmente na cidade de Ota durante uma série de investigações sobre o roubo de gado e frutas na região de Kanto.


Enquanto isso, a polícia prendeu novamente um homem de 30 anos que havia sido preso anteriormente por suspeita de estadia ilegal e roubo de cosméticos em um varejo na cidade de Takasaki.


A polícia está investigando uma série de casos de roubo de gado, porcos e frutas na região de Kanto e, no dia 26 do mês passado, 13 homens e mulheres de nacionalidade vietnamita eram suspeitos de permanecer ilegalmente na cidade de Ota com o período de permanência expirado.


A Promotoria Distrital de Maebashi demitiu seis homens e mulheres com idades entre 20 e 38 anos no dia 13. Entretanto a Promotoria Distrital de Maebashi não revelou o motivo da não-acusação.


A polícia prendeu novamente seis outros homens e mulheres no dia 12 por suspeita de posse de cartão de residência falsificado e continua investigando se eles estão envolvidos entre os presos por roubo.