1665608300863.png

JORNALISMO SIMPLES E DIRETO | O dia a dia do Japão

1665857330426.png
1665857427662.png

1/4
Buscar

CE Rodrigues: "Nunca vi um treinador tão incompetente!"


Após eu ter acompanhado a convocação dos 23 jogadores que o técnico Hajime Moriyasu selecionou, comecei a fazer uma pequena reflexão sobre as incompetências que o mesmo fez, desde seus primeiros meses após a Copa do Mundo de 2018.


Após convocar uma legião de crianças na Copa da Ásia, fazendo com que a seleção perdesse sua primeira final na história, mantendo a mesma tática infeliz, desta vez para jogar a Copa América e fazendo um péssimo trabalho de peneira no torneio pré-olímpico, nós vimos mais uma vez que ele veio fazer mais uma tolice, só que das grandes.


De todas as ideias cretinas que desse cidadão, essa leva o prêmio máximo. Somente um ignorante, com todo o respeito, que não pensa assim.


Até mesmo o próprio Tiago Bontempo, redator no globoesporte.com, ficou surpreso quando escreveu sobre a não convocação de jogadores que seriam extremamente úteis para encarar duas poderosas equipes como Alemanha e Espanha, como no caso de Furuhashi, Osako, Hatate e Haraguchi.


No lugar dos quatro, ele coloca ninguém menos que Shibasaki, que desde o jogo contra a Arábia Saudita nas eliminatórias, anda só regredindo e o próprio Takefusa Kubo, que mal entrou nos holofotes e já ganhou uma vaga para estar no Catar, sendo que na minha visão, está ainda muito novo para disputar uma copa do mundo.


Só espero que o Japão não nos faça passar vergonha e que não sejam entreguistas como na última e em várias vezes em que perdeu chances nas mãos. Mas no dia em que a copa acabar para nós, só gostaria de medir o nível de competência do presidente da JFA, Kozo Tashima, ao decidir se vai demitir ou não o atual técnico, que reforço minha opinião, desde 2019, que jamais deveria estar neste cargo, nem em qualquer outro do futebol.