1665608300863.png

JORNALISMO SIMPLES E DIRETO | O dia a dia do Japão

1665857330426.png
1665857427662.png

1/4
Buscar

CEO da Toshiba deixa o cargo em meio a controvérsia sobre plano de divisão da empresa


JAPÃO - O presidente e CEO da Toshiba, Satoshi Tsunakawa, deixou o cargo na terça-feira depois que os acionistas pediram uma mudança na administração em meio à instabilidade e confusão causadas por mudanças no controverso plano de divisão da empresa.


Tsunakawa, de 66 anos, renunciou após uma reunião do conselho de administração no início do dia e Taro Shimada, um executivo de 55 anos e vice-presidente sênior corporativo, o sucedeu, disse o conglomerado industrial japonês.


A Toshiba, um nome familiar japonês com quase 150 anos de história, disse em fevereiro que planeja se dividir em duas empresas listadas em vez de três, depois que seu plano inicial de reabilitação atraiu forte oposição de acionistas ativistas que desejavam um aumento no preço das ações.


O anúncio veio poucas semanas antes da Toshiba realizar uma assembleia extraordinária de acionistas em 24 de março para votar seu plano recentemente decidido. A empresa está buscando o apoio da maioria na reunião.


Shimada, que ingressou na Toshiba em 2018, disse em uma coletiva de imprensa online que a empresa deveria seguir em frente com seu plano de separação, dizendo: “Gostaria de aumentar a confiança com as partes interessadas o mais rápido possível”.


Raymond Zage, que preside um comitê que nomeia candidatos para a diretoria da Toshiba e participou da coletiva de imprensa remotamente, disse que o comitê considerou necessário mudar a liderança da empresa depois que vários acionistas expressaram insatisfação com o plano de reestruturação.


"Entre as preocupações expressas estava o ceticismo sobre a capacidade e a disposição da atual administração de executar o plano de cisão proposto em tempo hábil e focar em maximizar a velocidade e o tamanho dos retornos aos acionistas", disse ele.


Tsunakawa disse em fevereiro que a Toshiba consideraria fazer mudanças em seu plano ou analisar diferentes opções, incluindo a possibilidade de fechar o capital, se o plano de reforma não receber o apoio da maioria.


"Nossas partes interessadas têm opiniões diferentes e as estamos ouvindo. Mas o plano estratégico de reestruturação é a melhor solução para todas as nossas partes interessadas", disse Tsunakawa durante a mesma coletiva de imprensa.


"Uma das minhas missões era passar meu posto para a próxima geração. Estou feliz por poder fazê-lo para alguém em quem tenho grandes esperanças", disse ele.


Shimada trabalhou anteriormente como diretor executivo sênior de operações na Siemens KK, uma empresa do grupo sediada no Japão da Siemens AG da Alemanha.


A Toshiba disse que a nova nomeação é "interina" e que o conselho de administração monitorará seu desempenho junto com o dos outros novos nomeados.


Mamoru Hatazawa, vice-presidente executivo sênior corporativo, também deixou o cargo na terça-feira.


Tsunakawa foi presidente da Toshiba entre 2016 e 2018 antes de assumir outro cargo em abril passado, após a renúncia de seu antecessor Nobuaki Kurumatani. Ele permanecerá como presidente do conselho de administração por enquanto.


Em novembro, a Toshiba disse que planejava dividir três empresas em uma rara reorganização de uma empresa de seu porte. O movimento foi visto como o gigante da tecnologia tentando apaziguar os acionistas descontentes com os esforços medíocres para impulsionar o crescimento e o valor de suas participações.


No entanto, mudou o plano após cerca de três meses, quando algumas partes interessadas ativistas manifestaram oposição à divisão de três vias.


Sob o plano atual, a Toshiba irá desmembrar seus negócios de dispositivos, incluindo seus segmentos de semicondutores e discos rígidos, mantendo a unidade de infraestrutura dentro da empresa.