top of page
1665608300863.png

JORNALISMO SIMPLES E DIRETO | O dia a dia do Japão

1665857330426.png
1665857427662.png

1/4
Buscar

Chris Hipkins é empossado como novo primeiro-ministro da Nova Zelândia


NOVA ZELÂNDIA - O recém-eleito líder do partido governista, Chris Hipkins, foi empossado como o 41º primeiro-ministro da Nova Zelândia, menos de uma semana depois que Jacinda Ardern anunciou sua renúncia do cargo.


Aos 44 anos foi o único candidato a substituir Ardern como líder do partido e em rápidas deliberações partidárias que se seguiram ao anúncio de Ardern em 19 de janeiro de que ela deixaria o cargo de líder do país e deixaria o Parlamento em abril.


Hipkins foi empossado pela governadora-geral da Nova Zelândia, Cindy Kiro, na capital Wellington, ao lado do novo vice-primeiro-ministro Carmel Sepuloni. Ele também foi empossado como ministro da Segurança Nacional e Inteligência.


Após a posse, Hipkins disse que estava "energizado e animado com os desafios que estão por vir".


Um político de carreira experiente, Hipkins foi o líder da Câmara dos Representantes e ocupou as pastas da educação, polícia e serviço público.


Ele tem a reputação de "Mr. Fix-it" do partido quando se trata de gerenciar pastas difíceis e é bem conhecido pelos neozelandeses por liderar a resposta do país à pandemia de coronavírus como o ministro responsável.


Hipkins agora tem a tarefa de reconquistar os eleitores antes de uma eleição geral em outubro, com o Partido Trabalhista atrás do principal partido de oposição, o Partido Nacional, nas pesquisas de opinião devido a uma série de políticas controversas e crescentes pressões sobre o custo de vida.


Após sua confirmação como líder do Partido Trabalhista no domingo, Hipkins sinalizou que alguns projetos seriam controlados sob seu governo, reconhecendo o descontentamento público com algumas políticas controversas apresentadas pelo governo sob Ardern.


Em vez disso, ele prometeu se concentrar em "questões de pão com manteiga" e neozelandeses de renda média e baixa, em meio ao que ele chamou de "pandemia de inflação" em todo o mundo.

bottom of page