TSJ MN_edited.png

1/3

Chuva torrencial recorde continua em grandes áreas do Japão


JAPÃO - A chuva torrencial recorde continuou a cair em grandes áreas do sudoeste do Japão na terça-feira, levando as autoridades locais a emitir ordens de evacuação para mais de 480.000 pessoas e interrompendo parcialmente o transporte público.


Uma onda de chuvas lineares entre o final da manhã de segunda-feira até a manhã de terça-feira trouxe níveis recordes de chuva nas prefeituras de Fukuoka, Saga e Oita, na região de Kyushu e na província de Yamaguchi, na ponta oeste da principal ilha do país, Honshu, de acordo com a Agência Meteorológica do Japão.


A agência meteorológica alertou para desastres naturais causados por bandas de chuva lineares que poderiam ocorrer novamente em Kyushu e Yamaguchi.


Em Hita, Oita, foram registrados 81,5 milímetros de chuva por hora, seguidos de 63,0 mm em Kurume, Fukuoka, e 62,0 mm em Yamaga, Kumamoto, segundo o órgão.


Até a manhã de terça-feira, mais de 482.000 pessoas de cerca de 225.000 residências haviam sido ordenadas a evacuar em Yamaguchi, Shimane e Ehime, no oeste do Japão, bem como Fukuoka e Saga, de acordo com a Agência de Gerenciamento de Incêndios e Desastres.


Em partes das prefeituras de Quioto e Shiga, no oeste do Japão, foram registradas chuvas recordes de cerca de 90 mm por hora, respectivamente, na terça-feira, informou a agência meteorológica.


Como resultado, os serviços de trem-bala shinkansen foram brevemente suspensos entre Kyoto e Maibara, província de Shiga, de acordo com a operadora Central Japan Railway.


Também em Kyushu, vários serviços ferroviários locais foram interrompidos do primeiro trem, disse o operador Kyushu Railway.


Nas 24 horas até o meio-dia de quarta-feira, até 250 mm de chuva são previstos no sul de Kyushu, até 200 mm no norte de Kyushu e até 150 mm em Kinki no oeste do Japão e Tokai no centro do Japão, cobrindo Nagoya.