1650382760548_edited.png

JORNALISMO SIMPLES E DIRETO | O dia a dia do Japão

Radio Mirai (Branco).png
1650382760548.png

1/3

Com intuito de equilibrar economia, Japão diminui tempo de quarentena para infectados com covid


JAPÃO - O primeiro-ministro Fumio Kishida disse que o Japão reduzirá o período de quarentena para pacientes com COVID-19 com sintomas para 7 dias, sinalizando que acelerará os esforços para tirar a economia de uma recessão causada pela pandemia.


O período de recuperação também será reduzido para os infectados, mas não mostrando sintomas para cinco dias a partir de sete dias se testarem negativo para o vírus. Kishida disse que seu governo finalizará as revisões depois de ouvir opiniões em uma reunião de especialistas em saúde na quarta-feira.


Kishida também disse aos repórteres que o Japão iniciará as inoculações este mês contra a variante Omicron que tem como alvo pessoas com 12 anos ou mais e que pretende dar mais de 1 milhão de fotos por dia entre outubro e novembro.


"Seguiremos em frente com a transição para uma nova etapa de vida com o coronavírus e intensificaremos nossos esforços para equilibrar as atividades socioeconômicas", disse Kishida em coletiva. O número de novas infecções está em baixa, acrescentou.


Cerca de 112.000 novos casos de coronavírus foram notificados no Japão na terça-feira, uma queda de 40.000 em uma semana antes. O número de mortes permaneceu relativamente alto, acima de 300.


Em Tóquio, o governo metropolitano confirmou mais 9486 casos. A média de sete dias de novas infecções da capital ficou em 11.610 por dia, uma queda de 34,5% em 34,5% em termos de semana anterior.


Kishida disse que o governo também revisará o sistema detalhado de relatórios de coronavírus em todo o país, a partir de 26 de setembro, como parte dos esforços para reduzir a carga sobre hospitais e centros de saúde locais depois que a Omicron levou os casos fortemente mais altos e deixou o sistema médico esticado.