1/3

Com o fim da Olimpíada, o foco agora é a Paralimpíada em março


JAPÃO - Um total de 29 atletas que defenderão o Hinomaru nos Jogos Paralímpicos de Pequim aguardam os holofotes do país com 10 dias para o início das competições na capital chinesa.


O presidente do Comitê Paralímpico Japonês, Junichi Kawai, chefiará a delegação do Japão que inclui atletas que competirão em quatro esportes de neve: Esqui Alpino, Esqui Cross-country, Biatlo e Snowboard.


Os atletas viram seus treinamentos interrompidos pela pandemia e serão forçados a competir sem ter participado de eventos de teste que lhes dão a chance de sentir os locais e as condições de neve em Pequim logo de primeira.


"Esses jogos se resumem ao trabalho em equipe e à adaptabilidade", disse Kawai.


O JPC não estabeleceu uma meta de medalhas para os Jogos Paralímpicos de Pequim. Em 2018, 10 medalhas foram conquistadas em solo coreano.


Uma cerimônia de formação de equipe para atletas japoneses será realizada na quinta-feira em Tóquio, com a primeira parte da delegação do Japão programado para chegar a Pequim no dia seguinte.


Os Jogos Paralímpicos serão realizados em 10 dias, de 4 a 13 de março, em cinco locais em Pequim. Os atletas estarão competindo em 78 eventos em seis esportes, sendo 39 para homens, 35 para mulheres e quatro eventos mistos.