1/3

Comitê Organizador busca contratar 500 enfermeiras para cuidados médicos durante os Jogos


JAPÃO - O órgão organizador dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Tóquio disse na segunda-feira que está tentando garantir que 500 enfermeiras prestem cuidados médicos durante o evento esportivo global deste verão.


Garantir médicos e enfermeiras suficientes para os Jogos de Tóquio é um grande desafio para o comitê organizador, já que o sistema médico do Japão está sob pressão em meio ao ressurgimento de infecções por coronavírus.


O pedido foi feito à Associação Japonesa de Enfermagem. O CEO do comitê organizador, Toshiro Muto, disse em uma entrevista coletiva que, para garantir esse número de enfermeiras, "a premissa básica é não causar um impacto negativo nos sistemas médicos locais".


A menos de três meses da cerimônia de abertura das Olimpíadas, as autoridades japonesas ainda estão lutando para conter o número de infecções por COVID-19.


O ressurgimento, impulsionado pela disseminação de variantes mais contagiosas do vírus, forçou o primeiro-ministro Yoshihide Suga a declarar um terceiro estado de emergência de domingo a 11 de maio em Tóquio e nas prefeituras japonesas de Osaka, Kyoto e Hyogo.