1/3

Comitê Organizador define trajeto de revezamento da tocha olímpica


TÓQUIO - O comitê organizador dos Jogos de Tóquio confirmou na terça-feira que a etapa doméstica do revezamento da tocha olímpica do próximo ano passará por 859 municípios nas 47 prefeituras do Japão, o mesmo planejado antes dos jogos serem adiados devido à pandemia do coronavírus.


Os organizadores revelaram em entrevista coletiva que apenas pequenas alterações foram feitas na rota de 121 dias, prevista para começar em 25 de março de 2021, no centro de treinamento de futebol J-Village, na província de Fukushima. Espera-se ainda que cerca de 10.000 portadores da tocha participem.



Para marcar 100 dias até o início do revezamento, a torre de transmissão e observação Tokyo Skytree foi iluminada com luzes douradas escolhidas para evocar a chama olímpica.


Em meio a preocupações com o revezamento atraindo grandes multidões e aumentando o risco de infecção, o governo japonês está considerando contramedidas, como a exclusão de celebridades do evento.


A chama das Olimpíadas de Tóquio foi acesa a portas fechadas na antiga Olímpia, Grécia, em 12 de março. A etapa grega do revezamento da tocha foi cancelada um dia depois por causa da preocupação de espalhar o vírus em meio à escalada do surto.


A etapa japonesa do revezamento estava originalmente programada para começar em 26 de março em Fukushima, antes que a decisão sem precedentes fosse tomada dois dias antes de adiar os jogos por um ano em meio à pandemia global.


A chama chegou ao Japão em 20 de março e permanece no país anfitrião desde então, embora seja ocasionalmente mostrada ao público.