1/3

Comitê Organizador pode voltar atrás sobre público estrangeiro nos Jogos


JAPÃO - Os organizadores dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Tóquio neste verão estão fazendo arranjos para realizar uma reunião de alto nível na próxima segunda-feira, disse um funcionário familiarizado com o assunto, com a questão dos espectadores estrangeiros sendo uma prioridade na agenda.


Os chefes do Comitê Olímpico Internacional e quatro outros órgãos responsáveis ​​pelo planejamento provavelmente concordarão que os espectadores estrangeiros não terão permissão para assistir aos Jogos de Verão em meio à pandemia do coronavírus.


O governo japonês já decidiu que receber espectadores do exterior é impossível, dada a preocupação do público com a disseminação do vírus e o fato de que variantes mais contagiosas foram detectadas em vários países, disseram autoridades com conhecimento da situação.


O presidente do COI, Thomas Bach, disse em uma entrevista coletiva na semana passada que o Japão é o encarregado de fazer a chamada sobre o assunto e que sua organização "respeitará e aceitará essa decisão".


A próxima reunião online também deve ter a presença de Seiko Hashimoto, chefe do comitê organizador das Olimpíadas de Tóquio, do chefe do Comitê Paraolímpico Internacional, Andrew Parsons, do governador de Tóquio Yuriko Koike e do ministro olímpico do Japão Tamayo Marukawa.


Os cinco organismos organizadores concordaram em 3 de março em decidir se admitiriam fãs estrangeiros até o final de março, antes de determinar a capacidade máxima dos locais em abril.


Hashimoto, que assumiu as rédeas do comitê organizador em fevereiro, disse que a questão dos torcedores estrangeiros deve ser finalizada antes do início do revezamento da tocha olímpica nacional na prefeitura de Fukushima, no nordeste do país, em 25 de março.