1650382760548_edited.png

JORNALISMO SIMPLES E DIRETO | O dia a dia do Japão

Radio Mirai (Branco).png
1650382760548.png

1/3

Comitê Organizador volta atrás e Sapporo Dome também deverá ter eventos de portas fechadas


JAPÃO - O Comitê Organizador disse nesta sexta-feira que reverteram sua decisão anterior de permitir até 10.000 espectadores em eventos diurnos na ilha principal de Hokkaido, no extremo norte do Japão, um dia depois de decidir realizar os jogos a portas fechadas em quase todos os locais devido ao aumento de casos de coronavirus na área de Tóquio.


O Sapporo Dome, uma das sedes do futebol masculino e feminino, estava planejado até 10.000 pessoas ou 50% de sua capacidade, o que for menor, em sessões ou horários que começam durante o dia.


O governador de Hokkaido, Naomichi Suzuki, que havia pedido que as partidas de futebol fossem realizadas sem espectadores, disse aos repórteres que os organizadores reverteram sua decisão anterior de permitir que os torcedores estivessem no estádio depois de conversas com dirigentes da prefeitura.


De acordo com os organizadores, o motivo da reviravolta é a dificuldade de impedir o fluxo de pessoas entre Hokkaido e Tóquio, que será colocado sob novo estado de emergência até 22 de agosto.


Com a maioria dos eventos programados para serem realizados sem espectadores durante as Olimpíadas, os organizadores devem revisar seus planos em relação aos voluntários e à equipe médica.


Na quinta-feira, o comitê e outros comitês concordaram em realizar as Olimpíadas sem espectadores em Tóquio e nas prefeituras vizinhas de Saitama, Chiba e Kanagawa, depois que o governo japonês decidiu colocar novamente a capital sob o estado de emergência.


As prefeituras de Miyagi, Fukushima e Shizuoka permitirão espectadores em geral.


Enquanto Hokkaido também sediará a maratona masculina e feminina e as provas de caminhada entre 5 e 8 de agosto, os organizadores já solicitaram que o público evite se reunir ao longo das rotas.