1650382760548_edited.png

JORNALISMO SIMPLES E DIRETO | O dia a dia do Japão

Radio Mirai (Branco).png
1650382760548.png

1/3

Americanos planejam construir Torre do Sino de Hiroshima na cidade de Atlanta


EUA - Planos estão em andamento em Atlanta, no estado da Geórgia, no sul dos Estados Unidos, para construir uma torre de sino tradicional japonesa que possa abrigar um sino de paz funcional, originário da província de Hiroshima.


Enquanto os intercâmbios culturais entre o Japão e os EUA estagnaram devido a pandemia, os organizadores do projeto pretendem tornar a torre um símbolo de amizade entre os dois países.


O sino de metal, que tem 1,5 m de altura, 64 centímetros de diâmetro e pesa 250 quilos, está atualmente em exposição no Carter Center em Atlanta, uma organização não governamental liderada pelo ex-presidente dos Estados Unidos Jimmy Carter, natural da Geórgia.


O sino, lançado há cerca de 200 anos, foi oferecido pelo Templo Shoganji em Miyoshi, na província de Hiroshima, aos militares japoneses durante a Segunda Guerra Mundial para ser convertido em balas, mas a guerra terminou antes que isso pudesse acontecer.


De acordo com a Sociedade Japão-América da Geórgia, o sino mais tarde chegou à Grã-Bretanha, chegando à posse de um homem chamado James Taylor. Seu filho Milos encontrou o sino enquanto vasculhava os pertences de seu pai.


Milos Taylor mudou-se para a Flórida, um estado vizinho da Geórgia em 1982, levando o sino com ele. Ele colocou o sino à venda em 1985 antes de voltar para a Grã-Bretanha, e foi comprado pela Câmara de Comércio Japonesa da Geórgia e pelo Consulado Geral do Japão em Atlanta.


Em 1985, o então Cônsul Geral do Japão Tadayuki Nonoyama e Hiromitsu Araki, então presidente da Câmara de Comércio Japonesa, doaram o sino ao Carter Center em nome da comunidade japonesa local em reconhecimento ao trabalho de Carter na promoção da paz mundial e na construção do Jardim japonês.


O projeto do sino da paz, patrocinado pela Organização de Comércio Exterior do Japão, entre outros, visa concluir a construção da torre a tempo do aniversário de 98 anos de Carter em 1º de outubro e planeja imitar a torre na casa original do sino no Templo Shoganji.


“Quero que seja um símbolo do bom relacionamento Japão-EUA durante esses tempos difíceis em meio à crise do coronavírus”, disse Takuya Takahashi, diretor executivo do escritório da JETRO em Atlanta.


O Templo Shoganji lançou um novo sino em 1990. Carter compareceu à cerimônia de inauguração em outubro daquele ano e tocou o sino.