top of page
1665608300863.png

JORNALISMO SIMPLES E DIRETO | O dia a dia do Japão

1665857330426.png
1665857427662.png

1/4
Buscar

Coreia do Norte dispara 130 projéteis de artilharia nas costas litorâneas


COREIA DO SUL - Os militares da Coreia do Sul disseram que detectaram cerca de 130 projéteis de artilharia disparados nas costas leste e oeste da Coreia do Norte, violando um acordo intercoreano de 2018 projetado para reduzir as tensões fronteiriças.


O Estado-Maior Conjunto disse que os tiros foram disparados a partir das 14h59 das áreas da província de Kangwon e da província de Hwanghae do Sul, no Norte, em direção ao Mar do Japão e ao Mar Amarelo, respectivamente, todos os quais caíram na zona de amortecimento marítimo entre as duas Coreias.


"Nossos militares comunicaram avisos sobre 'violação de 9. 19 acordos militares e cessação instantânea da provocação' em resposta aos tiros de artilharia da Coreia do Norte nas costas leste e oeste", disse o JCS, instando Pyongyang a parar com tais disparos imediatamente.


A Coreia do Norte disse nesta segunda-feira que disparou mais de 130 cartuchos enquanto dezenas de projéteis que se acredita serem múltiplos lançadores de foguetes foram lançados pela Coreia do Sul, de acordo com a Agência Central de Notícias da Coreia.


Um porta-voz não identificado do Estado-Maior do Exército do Povo Coreano disse em um comunicado que o Sul disparou os projéteis em direção ao sudeste da província de Gangwon e os militares do Norte lançaram os projéteis como um aviso "tit for tat", de acordo com a KCNA.


"O Estado-Maior do KPA deixa claro mais uma vez que acertará as contas com todas as ações provocativas do inimigo, uma a uma, e sempre as combaterá com uma ação militar firme e esmagadora", disse o comunicado.


A ação norte-coreana veio depois que a Coreia do Sul, o Japão e os Estados Unidos impuseram sanções adicionais contra indivíduos e instituições relacionadas ao desenvolvimento de mísseis e armas nucleares por Pyongyang.

bottom of page