TSJ MN_edited.png

1/3

Crise de peças faz produção global de montadoras ter queda de 20%


JAPÃO - A produção global total de oito montadoras japonesas em abril caiu 20,1% em relação ao ano anterior, para 1,66 milhão de veículos, mostraram dados da indústria na segunda-feira, refletindo uma escassez mundial de semicondutores e interrupções no fornecimento causadas pelo lockdown em Xangai.


Das oito, seis montadoras, incluindo Toyota e Honda, marcaram declínios. A Toyota registrou queda de 9,1%, para 692.259 carros, a primeira queda em três meses e abaixo da previsão de cerca de 750 mil unidades.


A Toyota e outras montadoras foram forçadas a restringir a produção devido à escassez de semicondutores, que são usados em uma ampla gama de produtos, como automóveis, condicionadores de ar e smartphones, já que a demanda aumentou na parte de trás da aceleração da digitalização.


A produção global da Honda caiu 54,2% em sua produção mais lenta na China. Mazda e Nissan também tiveram quedas de 49,9% e 26,5%, respectivamente.


Em contrapartida, a produção mundial da Subaru cresceu 63,3% no mês passado para o primeiro aumento em três meses.


O da Daihatsu acelerou 4,1%, elevado pelo aumento da produção na Indonésia e Malásia.


Na América do Norte, as vendas caíram 19,7%, para 218.837 veículos em abril em de abril em de um ano antes, enquanto a produção caiu 7,1%, para 153.154 unidades, também impactada pela escassez de componentes.