1/3

Cúpula destruída pela Bomba de Hiroshima será reaberto em breve


HIROSHIMA - A Cúpula da Bomba Atômica em Hiroshima foi revelada na sexta-feira quando o trabalho de preservação de seis meses estava quase concluído, envolvendo a repintura com uma cor próxima ao estado visto imediatamente após o bombardeio dos EUA na Segunda Guerra Mundial.


Os restos mortais do único grande edifício que restou após a explosão em 6 de agosto de 1945, reapareceram aos olhos do público após a remoção do andaime que circundava a estrutura.


No quinto trabalho de preservação para o local do Patrimônio Mundial da UNESCO, o material de aço descolorido de seu telhado abobadado e escada em espiral distintivos foi repintado para marrom escuro, que se acredita ser uma representação mais fiel da cor com base em fotografias tiradas pelos Estados Unidos após o bombardeio, de acordo com funcionários da cidade.


A obra envolveu também a reparação de fissuras nas juntas de tijolo do edifício e no betão utilizado para suportar os caixilhos das janelas.


A cidade planejava originalmente concluir o trabalho de preservação até o 75º aniversário do bombardeio atômico no ano passado, mas foi adiado em parte devido à escassez de mão de obra na indústria de construção, disseram as autoridades.


"Estamos aliviados por finalmente termos concluído (o trabalho). Esperamos receber muitos visitantes de volta assim que a pandemia do coronavírus diminuir", disse um dos funcionários.