TSJ MN_edited.png

1/3

Delegação olímpica do Sudão do Sul se despede do Japão


GUNMA - A delegação do Sudão do Sul aos Jogos de Tóquio na quinta-feira se despediu das pessoas em Maebashi, uma cidade a cerca de 100 quilômetros ao norte da capital, depois de ficar um ano a mais do que o inicialmente programado devido à pandemia.


A delegação de três atletas olímpicos, um paraolímpico e um técnico visitou a prefeitura antes de sua partida do Japão para agradecer aos oficiais e voluntários por todo o apoio desde que chegaram a Maebashi em novembro de 2019 para o treinamento.


Abraham Guem, um corredor de 1.500 metros, que não avançou para a final, mas correu seu melhor tempo nas Olimpíadas, colocou a mão no coração para agradecer aos cidadãos e disse que deseja reencontrá-los no futuro.


O país africano se tornou independente do Sudão há uma década, mas sofreu uma sangrenta guerra civil de 2013 a 2018, e continua sendo um dos países mais pobres do mundo, sem um bom ambiente de treinamento para atletas.


Maebashi decidiu recebê-los por intermédio da Agência de Cooperação Internacional do Japão, que tem promovido a paz por meio do esporte no Sudão do Sul.


"Eles sempre oraram pela paz em sua terra natal. Quero que vivam felizes", disse Yoshiko Fueki, 74, que os encontrou em uma igreja católica na cidade todas as semanas até que a situação do COVID-19 piorasse, disse ao enviar o delegação.