1/3

Denúncias de violência doméstica no Japão passam dos 190 mil em meio a pandemia


JAPÃO - O número de denúncias de violência doméstica no Japão cresceu 1,6 vezes para um recorde de 190.030 no ano fiscal até março, dados preliminares do governo mostraram sexta-feira, já que se acredita que a pandemia de coronavírus aumentou o estresse entre casais e famílias que passaram mais tempo em casa.


O último número para o ano fiscal de 2020 foi de 70.754 em relação ao ano anterior, de acordo com o Gabinete do Governo.


Acredita-se que o aumento no número de pessoas procurando ajuda também seja atribuível ao lançamento, em abril do ano passado, de um serviço 24 horas para receber consultas por telefone e online em meio à pandemia.


Como Tóquio, Osaka e sete outras prefeituras atualmente permanecem sob o terceiro estado de emergência COVID-19, um funcionário do Gabinete do Governo disse que as pessoas não deveriam hesitar em usar os serviços de consulta pública, já que as próprias vítimas de violência doméstica muitas vezes não sabem que estão sendo abusadas.


Excluindo as consultas através da nova linha de apoio, o número de contactos com os centros de aconselhamento e apoio a nível nacional aumentou cerca de 18.000 para 137.333 no ano, disse o Gabinete.


Por mês, março teve o maior número de consultas em 17.320 no exercício financeiro de 2020, seguido por 17.248 e 17.063 em junho e maio, respectivamente.