1650382760548_edited.png

JORNALISMO SIMPLES E DIRETO | O dia a dia do Japão

Radio Mirai (Branco).png
1650382760548.png

1/3

Direção da Loading se pronuncia sobre o fim do canal


BRASIL - A direção da cadeia televisiva se pronunciou para explicar sobre essas e outras situações que levou ao fim do canal que gerou a revolta de milhares de fãs que assistiam o canal pela televisão brasileira.


Na última quinta-feira, dia 27, páginas, sites e rádios de cultura pop japonesa pararam após anuncio da demissão em massa de todos os funcionários do canal Loading, após 6 meses no ar na TV brasileira.


Anderson Abraços se pronunciou sobre o súbito encerramento da programação que pegou a todos de surpresa, inclusive os próprios funcionários: "A essa altura do campeonato, todo mundo sabe que a Loading encerrou suas atividades e o que eu tenho pra falar foi o que conquistei e aprendi durante esses 9 meses.", disse Anderson no Linkedin.


"Minha passagem pela Loading acabou, fica um monte de sentimentos, pelas pessoas incríveis, profissionais do mais alto gabarito e que você que está lendo, pode contratar sem medo para o seu time, porque além de altamente capacitados, são apaixonados pelo que fazem e eu não tenho nada a reclamar, só a agradecer.", completou.


Funcionários que foram demitidos reclamaram da falta de informações, sobre o fim do canal e alguns ainda mais chateados por terem sido bloqueados pelo presidente da empresa, Thiago Garcia, segundo notas publicadas no Twitter por um dos profissionais demitidos:


"Bom, posicionamento oficial da Loading, não tivemos. Não teve e-mail, call online, nem reunião. Nenhuma declaração sobre a demissão em massa! Mas, em compensação, o CEO, Thiago Garcia, bloqueou eu e os outros funcionários da Loading no twitter" disse a apresentadora Susanne Carrera em publicação no twitter.


A justificativa do encerramento das operações da emissora paulista é de que a empresa Kalunga, a então principal patrocinadora da emissora, desistiu do projeto e foi a principal causa da demissão de todos os 60 funcionários do canal.


A radialista e apresentadora May Fujikake, que apresenta nas noites de sábado pela Rádio Mirai, está entre as 60 demitidas do canal brasileiro.