1650382760548_edited.png

JORNALISMO SIMPLES E DIRETO | O dia a dia do Japão

Radio Mirai (Branco).png
1650382760548.png

1/3

Dois golfistas testam positivo para o coronavirus e estão fora das Olimpíadas


JAPÃO - O golfista masculino nº 1 do mundo, Jon Rahm, da Espanha, e nº 6, Bryson DeChambeau, dos Estados Unidos, perderão as Olimpíadas de Tóquio após o teste positivo para o coronavírus, disseram seus respectivos países.


Rahm desistiu dos jogos depois de testar positivo para a COVID-19 pela segunda vez em dois meses, o Comitê Olímpico Espanhol confirmou no domingo. O terceiro teste de PCR deu positivo, contradizendo os dois primeiros resultados negativos, disse o comitê.


DeChambeau testou positivo antes de partir para Tóquio, EUA Golf disse sábado à noite.


Rahm e DeChambeau, ambos potenciais candidatos à medalha, foram definidos para competir na competição de golfe masculino de quatro voltas no Kasumigaseki Country Club em Saitama na quinta-feira. Rahm não será substituído, enquanto o lugar de DeChambeau foi preenchido por Patrick Reed. Adri Arnaus será o único representante da Espanha no torneio masculino.


Reed, que competiu nos Jogos Rio 2016 como um substituto tardio de Dustin Johnson, se junta a Justin Thomas, Collin Morikawa e Xander Schauffele na equipe dos EUA


O atual campeão do Masters, Hideki Matsuyama e Rikuya Hoshino, estão representando o Japão em seus Jogos Olímpicos.


Rahm foi obrigado a se retirar do Memorial no mês passado com uma vantagem de seis tiros, depois de receber a notícia de um teste de coronavírus positivo no gramado 18. Ele não mencionou se foi vacinado em um comunicado postado no Twitter naquele torneio.