1/3

Dois vietnamitas são presos por cultivar e vender maconha em Isesaki


GUNMA - Dois vietnamitas foram presos por cultivar 129 plantas de maconha para fins comerciais em um armazém na cidade de Isesaki.


Os suspeitos são: Do Van Hanh, 25, um vietnamita desempregado residente na cidade de Isesaki, e Nguyen Thee Quen, 28, um trabalhador temporário.


De acordo com a polícia, os dois são suspeitos de violar a Lei de Controle da Cannabis ao cultivar 129 plantas de maconha para fins comerciais em um armazém em Isesaki, no mês passado.


A polícia apreendeu 126 mudas e equipamentos de iluminação para o cultivo da droga, bem como as plantas do local.


O preço da maconha seca era vendida por 6000 ienes por grama, e a quantidade de maconha apreendida está estimada em cerca de 70 milhões de ienes.


Os dois foram presos em agosto por cultivar plantas de maconha para fins comerciais em outro armazém na cidade de Isesaki, onde Han foi acusado e Quen foi expulso do país.


A polícia acredita que existe um contexto organizado para o cultivo de plantas de maconha e está investigando a situação com mais detalhes.