1650382760548_edited.png

JORNALISMO SIMPLES E DIRETO | O dia a dia do Japão

Radio Mirai (Branco).png
1650382760548.png

1/3

Domingo de vitórias no basquete, futebol e vôlei japonês pelo mundo

As seleções de basquete sub 16, futebol sub-23 e profissional de vôlei, todos masculinos, enfrentaram seus respectivos adversários em partidas válidas pelos torneios fora do Japão.


Em jogo de abertura, Japão massacra Kuwait

CATAR - Em Doha, no Catar, a seleção sub-16 de basquete masculino estreou na Copa Asiática de Basquete da categoria ao enfrentar a fraca seleção de Kuwait. Com um basquete envolvendo e sem dar chances ao adversário, os pequenos akatsukis passaram o trator por cima, vencendo pelo placar de 98 a 33, com parciais de 6–23, 5–23, 13–29, 9–23.


A Rádio Mirai transmitiu o evento com narração de CE Rodrigues e comentários de Bruno Miotto. Apesar de encantado com o desempenho, o comentarista afirma que esse jogo foi só um "jogo-treino": "A seleção japonesa jogou bem, fez o dever de casa, apesar do Kuwait ser frágil em quase toda sua estrutura técnica."


Sobre a próxima partida, na terça-feira, contra as Filipinas, Miotto alertou: "Esse jogo foi mamão com açúcar. Mas contra as Filipinas, certamente que a conversa vai ser em alto nível, uma vez que essa seleção é tradicional no basquete asiático."


O jogo contra as Filipinas será as 9h45, na terça feira, com transmissão da Rádio Mirai e TSJ MiraiNews.


Seleção Olímpica supera Coreia do Sul e avança para a semifinal do Asiático Sub-23

UZBEQUISTÃO - No Uzbequistão, a seleção olímpica de futebol enfrentou a Coreia do Sul num jogo valendo vaga para as semifinais do Asiático Sub-23.


Da última vez em que os dois se enfrentaram, a Coréia do Sul chegou a abrir 2 a 0 em cima do Japão. Porém, a equipe foi aguerrida e conseguiu diminuir, empatar e virar para 3 a 2, despachando os hanguls.


Neste jogo de domingo, os Samurais Blues pareciam mais superiores do que os coreanos, apesar dos adversários terem dado trabalho durante vários momentos. Mas o goleiro Zion Suzuki ganhou destaque, ao fechar o gol em lances de perigo da Coreia do Sul.


Mas o primeiro gol saiu aos 22 minutos do primeiro tempo com uma falta cobrada por Yuto Suzuki, que contou com uma ajuda da cabeça do terceiro coreano na barreira que enganou o goleiro Seong-Jun Min, mandando na trave superior e caindo com a bola já dentro da linha.


O segundo gol, por volta dos 19 minutos do segundo tempo, começou com um toque do recém-entrado, Kuryu Matsuki para Yuto Suzuki, que finalizou pro gol, mas Min defendeu. Porém, o perigo continuava iminente, e Mao Hosoya apareceu no rebote para fazer mais um na conta dos samurais.


O último gol partiu de um levantamento do também recém-entrado Kuryu Matsuki, que foi recebido por Yuto novamente que ajeitou por detrás do zagueiro coreano e finalizou da entrada da meia lua, fazendo 3 a 0 para o Japão e fechando a conta.


A narração foi de Phablo César e comentários de Plínio Lima. A transmissão foi feita pela Rádio Mirai, TSJ MiraiNews, Rádio Outra Dimensão e Rádio Metró.


Os Samurais Blues voltam na próxima quarta, onde receberão o Uzbequistão, os donos da casa, num duelo valendo vaga para final. O jogo vai começar por volta das 13h, no horário de Brasília (1h, da quinta-feira, no horário de Tóquio).


Técnico se redime e Nishida comanda a festa do Japão em vitória contra o Irã

BRASIL - Após uma teimosa persistência do treinador Philipp Blaim de não ter colocado Yu Nishida na partida contra os EUA, na qual foram derrotados por 3 sets a 2, aparenta-se que fez uma autocrítica e o colocou em quadra para enfrentar o Irã.


A seleção, pela primeira vez, jogou da maneira como a torcida brasileira, que está apoiando em peso o Japão, costuma ver com Nishida e companhia atacando e defendendo de maneira ousada e envolvente.


Pela primeira vez na competição, o Japão fechou 3 sets a 0 com um show de aces, bloqueios e defesas sob o comando de Yamamoto que mergulhou para defender os ataques iranianos.


Transmissão assumida por CE Rodrigues e Plínio Lima através das rádios: Mirai, TSJ MN e OD.


Os Ryujins descansam até o dia 21, quando embarcam para as Filipinas, onde se encontram as Fênix que estarão em quadra amanhã na volta da VNL Feminina. A seleção masculina vai encarar a Argentina dentro de 10 dias, com horário marcado para as 8h da manhã, no horário de Brasília (20h, no horário de Tóquio).