1665608300863.png

JORNALISMO SIMPLES E DIRETO | O dia a dia do Japão

1665857330426.png
1665857427662.png

1/4
Buscar

Duas japonesas estão entre as dezenas de estrangeiros mortos na Coreia do Sul


COREIA DO SUL - Entre as dezenas de estrangeiros, dentre os 154 mortos na multidão na rua estreita durante a festa de halloween, duas foram japonesas, segundo informações do Ministério das Relações Exteriores.


Uma das vítimas japonesas foi Mei Tomikawa, de 26 anos, nortista de Nemuro, que estava aprendendo coreano no país, de acordo com sua família.


A outra era uma mulher de 18 anos que se acredita ter viajado para a Coreia do Sul para estudar, de acordo com uma fonte sul-coreana.


Ayumu Tomikawa, pai de Tomikawa, disse a repórteres em Nemuro na segunda-feira de manhã que está tomando providências para ir a Seul imediatamente. "Eu só quero vê-la o mais rápido possível", disse o homem 60 anos.


A família de Tomikawa teve notícias dela pela última vez no sábado à noite, quando ela os notificou que ela estava saindo com um amigo francês. Depois de ligar várias vezes no domingo de manhã, eles finalmente conseguiram passar, mas a pessoa no final da linha era um policial. O policial informou que o telefone havia sido encontrado no local, de acordo com a família dela.


Tomikawa veio para Seul em junho. De acordo com o pai, ela queria fazer um trabalho que envolvesse laços Japão-Coreia do Sul. Seu conhecido em Seul disse que a japonesa tinha a intenção de ficar na Coreia do Sul a longo prazo.


A queda foi o acidente mais mortal na Coreia do Sul desde o naufrágio da balsa Sewol em 2014 que matou mais de 300 pessoas, a maioria estudantes do ensino médio, de acordo com a mídia local.