1665608300863.png

JORNALISMO SIMPLES E DIRETO | O dia a dia do Japão

1665857330426.png
1665857427662.png

1/4
Buscar

Eleições Brasileiras: Saiba como será a votação no Japão


BRASIL - Mesmo que um brasileiro esteja fora do país, não fica isento do voto obrigatório. Por isso, na Nova Zelândia, por volta das 16h, no horário de Brasília (4h no horário de Tóquio), a primeira sessão eleitoral já foi aberta na Nova Zelândia.


Por lá, mais de 600 brasileiros estão aptos a votar. No exterior, o voto é apenas para Presidente da República, onde quase 700 mil eleitores devem estar presentes nas cabines de votação.


No Japão, os consulados brasileiros abrirão suas portas para a votação que começa a partir das 20h no horário de Brasília deste sábado (8h no horário de Tóquio no domingo).


O número de brasileiros votantes se calcula em 76 mil, mas uma parte delas não estarão presentes por cancelamento do título ou residir em locais longe dos 3 consulados brasileiros no Japão. Em Nagoya, espera-se receber 35 mil eleitores.


Confira agora os locais disponibilizados por cada consulado do Brasil no Japão para a votação:


Consulado de Tóquio:

TÓQUIO: Belle Salle Takadanobaba, em Tóquio

GUNMA: Bunka Mura, Oizumi


Consulado de Nagoya providenciou cinco locais de votação, sendo três fora de Aichi:

AICHI: Port Messe, em Nagoya

AICHI: Prefeitura Municipal de Toyohashi

HIROSHIMA: Ryugakusei Kaikan ou Casa Internacional da Cidade, Hiroshima

MIE: Escola Alegria do Saber, Suzuka

TOYAMA: Yukawa Jinzai Service, Takaoka


Consulado de Shizuoka:

SHIZUOKA: Create Hamamatsu, Shizuoka



O que levar?

- Para garantia de rapidez, é sugerido levar o título e o seu celular

- Passaporte

- Carteira de Identidade (RG)

- Carteira de Trabalho

- Carteira Nacional de Habilitação (CNH)

- Certificado de Reservista (no caso dos homens)


A sessão de votação termina a partir de 17h onde se inicia a apuração dos votos, apesar de algumas pessoas divulgarem seus resultados pré-oficiais na internet, o que não é proibido pelo TSE, mas classifica como resultado "não-oficial", até a apuração dos votos que começa às 17h no horário de Brasília (5h, da segunda-feira no horário de Tóquio).