top of page
1665608300863.png

JORNALISMO SIMPLES E DIRETO | O dia a dia do Japão

1665857330426.png
1665857427662.png

1/4
Buscar

Em 2019, China era responsável por 20% de itens importados para o Japão


JAPÃO - Mais de 20% dos itens importados para o Japão em 2019 eram altamente dependentes da China, mostrou um relatório divulgado pelo Gabinete do Japão na quinta-feira, ressaltando a necessidade de fortalecer as cadeias de suprimentos.


Em termos de valor, 1133 de cerca de 5000 itens importados, representando 23% de todos os itens, foram encontrados com mais de 50% de dependência da China, disse. A proporção foi especialmente alta em itens como roupas, consoles de jogos, máscaras faciais, telefones celulares e computadores pessoais.


O Japão tinha maior dependência da China em comparação com outros países. Os Estados Unidos tinham 590 desses itens em 2019, enquanto a Alemanha tinha 250. O relatório alertou que os bens de consumo provavelmente serão mais afetados no Japão se as importações da China estiverem paralisadas.


"Se a tendência de depender de países específicos para importações se tornar mais forte, será difícil responder a riscos como um choque de oferta", disse o relatório.


Além da China, o relatório disse que alguns materiais industriais, como o metal, têm uma relação de dependência superior a 50% com um país específico, apontando para a preocupação de que o fornecimento de materiais possa ser limitado se ocorrer um incidente grave no principal país exportador, afetando o mercado japonês. atividades de produção.


O relatório veio quando o Japão e outros países se moveram para aumentar a resiliência da cadeia de suprimentos depois de enfrentar uma escassez de semicondutores que levou a uma redução na produção de veículos em todo o mundo, bem como máscaras faciais no estágio inicial da pandemia de COVID-19.

bottom of page