top of page
1665608300863 (1).png
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube

Em debate, Kishida fala que não planeja dissolver a câmara em meio à escândalos de fundos ilícitos

O primeiro-ministro japonês, Fumio Kishida, descartou a dissolução da Câmara dos Representantes em um futuro próximo, rejeitando os apelos da oposição, em meio à especulação de que seu partido, sofreria uma derrota significativa em uma eleição antecipada.


Durante um debate parlamentar, Kishida afirmou que está focado em resolver questões urgentes e restaurar a confiança pública na política. O líder da oposição, Kenta Izumi, criticou Kishida por não implementar reformas políticas após o escândalo de fundos ilícitos do PLD e instou-o a buscar um mandato popular. A oposição planeja apresentar uma moção de censura contra o gabinete de Kishida, que deve ser votada em breve.

Posts recentes

Ver tudo

Kommentare


© TSJ 2024. Todos os direitos reservados

bottom of page