top of page
1665608300863 (1).png
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube

Em discurso em São Paulo, Kishida diz não planejar desfazer parlamento após escândalo

O primeiro-ministro Fumio Kishida, afirmou que não tem planos de dissolver o parlamento, uma semana após o PLD perder três assentos em eleições suplementares para a Câmara dos Representantes, com um escândalo de fundos ilegais minando a popularidade do partido.


O premiê que assumiu o cargo em outubro de 2021, também se absteve de comentar se concorrerá à corrida presidencial do PLD por volta de setembro. As eleições suplementares foram realizadas em 28 de abril, com os governistas sob intenso escrutínio após revelações de que suas lideranças haviam deixado de relatar partes de sua receita de festas de angariação de fundos e acumulado fundos ilegais para seus membros por anos.

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


© TSJ 2024. Todos os direitos reservados

bottom of page