1650382760548_edited.png

JORNALISMO SIMPLES E DIRETO | O dia a dia do Japão

Radio Mirai (Branco).png
1650382760548.png

1/3

Em meio à má fase da seleção, Kozo Tajima é reeleito ao cargo de presidente da JFA


JAPÃO - O atual presidente da JFA, Kozo Tajima, cujo mandato termina em março do próximo ano, anunciou sua intenção de continuar no cargo pelos próximos dois anos, e foi votado por unanimidade em uma reunião do Conselho de Curadores neste sábado.


Espera-se que a decisão se torne oficial após uma reunião do Conselho de Curadores em março do próximo ano.


Associação de Futebol do Japão realizou uma reunião online do Conselho Diretor, que é composto por representantes das associações de futebol da província e dos clubes da J League.


Um voto de confiança foi realizado após Tajima, cujo mandato expira em março do próximo ano, expressar seu desejo de continuar no cargo pelos próximos dois anos. O voto foi aprovado por unanimidade pelos 64 membros do conselho presentes.


De acordo com a Associação de Futebol do Japão, Tajima foi elogiado por seus esforços para promover o jogo apesar dos tempos difíceis, incluindo seu apoio aos clubes locais que lutam para sobreviver em meio à pandemia.


A decisão de manter Tajima como presidente deve ser oficializada após uma reunião do conselho de administração em março do próximo ano.


Por outro lado, não houve perguntas dos membros do conselho sobre a seleção japonesa, que ganhou um jogo e perdeu dois na última rodada das eliminatórias asiáticas para a Copa do Mundo e ainda está lutando para se classificar para o torneio pela sétima vez consecutiva.


Também nada foi falado sobre o desempenho do técnico Hajime Moriyasu, mesmo sob pressão de torcedores dentro e fora do Japão que tentam pressionar a JFA pedindo sua saída pelos resultados insatisfatórios desde a Copa da Ásia de 2019 até o presente momento.