1/3

Embaixador do Japão no Afeganistão se reúne com ministro do Talibã


AFEGANISTÃO - O embaixador do Japão no Afeganistão na quarta-feira se reuniu com um alto membro do Talibã e pediu que os cidadãos japoneses no país dilacerado pela guerra sejam mantidos em segurança e tenham permissão para partir o quanto antes.


O embaixador Takashi Okada também pediu ao ministro das Relações Exteriores em exercício, Amir Khan Muttaqi, que assegure rotas seguras para o Japão fornecer ajuda humanitária aos afegãos e defender os direitos humanos, inclusive para mulheres e minorias étnicas, de acordo com o Ministério das Relações Exteriores japonês.


Os dois se encontraram em Doha, para onde o Japão transferiu suas operações diplomáticas após o retorno do Talibã ao poder no início de setembro. Foi a primeira vez que o governo japonês fez contato direto com um oficial da organização terrorista em nível de gabinete.


Okada pediu que a segurança dos afegãos que trabalharam na Embaixada do Japão em Cabul e em organizações ligadas ao Japão seja garantida. Ele também expressou sua esperança de que o Afeganistão não se torne um foco de atividades terroristas, disse o ministério. Um funcionário do ministério se recusou a dizer o que Muttaqi disse durante a reunião.