top of page
1665608300863 (1).png
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube

Escândalo em Osaka: Funcionário remove ilegalmente mais de duas mil bicicletas abandonadas

A cidade de Osaka anunciou na quarta-feira que um funcionário do departamento de construção removeu 2.211 bicicletas abandonadas na cidade ao longo de três anos e meio sem esperar pelo período estipulado por regulamentos.


O funcionário justificou suas ações dizendo que queria atender aos pedidos dos cidadãos para remover as bicicletas rapidamente. A cidade está considerando punições para o funcionário e compensação para os proprietários das bicicletas.


Embora a remoção imediata seja possível em áreas designadas como proibidas para estacionamento de bicicletas, as regras da cidade estipulam que, em outras áreas, a remoção só pode ocorrer após pelo menos sete dias de abandono.


De acordo com a cidade, o funcionário, que trabalhava nos escritórios de gerenciamento de obras de Nakahama e Juso, removeu as bicicletas de forma inadequada antes do prazo de sete dias nos seis distritos que ele supervisionava, incluindo Yodogawa, Miyakojima e Higashinari, entre abril de 2019 e outubro de 2022.


Cerca de dez subordinados também estavam envolvidos. Eles falsificaram relatórios de trabalho, afirmando que as bicicletas haviam sido abandonadas por mais de sete dias. Em alguns casos, os adesivos de registro de segurança foram removidos das bicicletas para evitar investigações policiais.


O funcionário já havia sido suspenso por três meses por assédio aos subordinados em junho do ano passado, e a descoberta das remoções inadequadas ocorreu durante uma investigação subsequente.


A cidade está planejando investigar cerca de 1,5 milhão de bicicletas removidas desde o ano fiscal de 2010 para determinar se isso se tornou uma prática organizacional.

Posts recentes

Ver tudo

Comments


© TSJ 2024. Todos os direitos reservados

bottom of page